M Boi Mirim,o tormento da trabalhador!

Foram muitos protestos,diversas reuniões,muitas promessas,enfim o pessoal da periferia  da zona sul de São  Paulo divisa com Itapecerica da serra vive o maior inferno diariamente.

A principal via de ligação entre São Paulo e Itap da Serra e Embú-Guaçú,tem o transito complicado,trava tudo, e as pessoas tem que vir  de pé do Jd Angela até a Jacira e Santa Júlia,uma falta de respeito com a população,Bairros como,Horizonte azul,Vera Cruz,Capela,Aracati,Pq do Lago,Jd Reis,Cerejeiras,e tantos outros são os principais prejudicados.

O prefeito Fernando Haddad de São Paulo,até que no inicio de janeiro anunciou investimentos pra a via,(reveja),mas o que aconteceu até agora foi a entrega de menos de 500mts de pista na altura do número 6,000,no Bairro da Menininha.

A população esta revoltada com esta situação,muitas pessoas ja mudaram da região por causa do transito,e esta cada vez mais dificil morar aqui.

A soluçao é a duplicaçao da pista até a divisa de Itapecerica da Serra,no bairro Vila Calú.as obras no inicio do problema no Jd São Luis ja começaram.

Veja materia do site da prefeitura de São Paulo.

O prefeito Fernando Haddad deu início às obras de canalização do Córrego Ponte Baixa, na região do M’Boi Mirim, zona Sul da Capital. Na manhã deste sábado (23/2) no Jardim São Luis, Haddad destacou a importância do conjunto de intervenções na região, que contempla a canalização do córrego Ponte Baixa entre a rua Daniel Klein e sua foz, na represa do Guarapiranga, e do córrego Jardim Letícia, que receberá um parque linear em suas margens. Após a conclusão desta obra, serão construídos viadutos de acesso às novas vias, que deverão estabelecer a ligação viária entre a rua Daniel Klein e a avenida Guido Caloi, na foz do Ponte Baixa. As vias previstas no projeto irão desafogar o tráfego da estrada do M’Boi Mirim e melhorar a mobilidade da região.

“Estamos dando ordem de início a uma importante iniciativa na Ponte Baixa. A começar pelo córrego, que está sobrecarregado. Ele precisa ser ampliado para evitar enchentes. Depois desta canalização, serão feitas alças viárias muito importantes, que darão vazão a vias como a Avenida Guido Caloi. O trânsito irá melhorar muito. Por fim, iremos complementar esta intervenção com a duplicação da Avenida M’Boi Mirim. Essas obras são fundamentais para melhorar a qualidade de vida dos moradores desta região”, afirmou Haddad, que vistoriou a extensão do Córrego Ponte Baixa e ouviu as sugestões da população local.

O empreendimento está incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), do Governo Federal, do qual receberá R$ 284 milhões. O valor estimado da obra é de R$ 400 milhões e a Prefeitura de São Paulo entrará com R$ 116 milhões. O contrato foi assinado em 18 de fevereiro com o Consórcio Camargo Corrêa/Mendes Júnior, com prazo de execução de 36 meses.

Canalização e alças viárias

As obras de canalização dos córregos Ponte Baixa e Jardim Letícia têm o objetivo de eliminar os alagamentos que interferem no trânsito da estrada do M’Boi Mirim e atingem cerca de 550 mil moradores de vários bairros, como Jardim Mazza, Jardim Klein, Jardim Guarujá, Jardim Letícia, Jardim Novo Santo Amaro, Jardim Vergueiro e Jardim São Luis.

Ao lado das faixas de veículos dessas novas vias serão construídas calçadas e uma ciclovia, e implantado um sistema de iluminação. Para reduzir o volume e a velocidade das águas do córrego Ponte Baixa durante o período das chuvas, será construído um reservatório de amortecimento (piscinão) na altura da Avenida Inácio Dias da Silva.

“Em apenas dois meses de administração, com os esforços de diversos setores da Prefeitura, em especial da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, conseguimos o licenciamento ambiental necessário para iniciar a obra. É com grande satisfação que podemos iniciar essas intervenções, tão aguardadas por mais de 500 mil pessoas desta região”, afirmou o secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, Osvaldo Spuri.

Córrego Jardim Letícia e Estrada do M’Boi Mirim

O córrego Jardim Letícia, afluente da margem esquerda do Ponte Baixa, será canalizado em uma extensão de 900 metros. Ao longo da canalização está prevista a implantação de um parque linear para conservação das margens e recuperação da área de preservação permanente do córrego e a criação de uma área verde.

Já a Estrada do M’Boi Mirim é o principal eixo viário de acesso à região de Santo Amaro pelos moradores do Jardim São Luís, do Jardim Ângela e de parte de municípios como Embu Guaçu e Itapecerica da Serra. O trânsito na Estrada do M’Boi Mirim é diretamente afetado pelas cheias dos córregos Ponte Baixa e Jardim Letícia, que reduzem a velocidade do tráfego e produzem congestionamentos.

As famílias que vivem em situação de risco dentro da área do projeto serão reassentadas ou terão suas moradias readequadas, dependendo do caso específico de cada unidade familiar.

fonte.http://www.prefeitura.sp.gov.br

segue algumas fotos retirada do facebook.


About alison